Monday - 06th of January 2014
Check the Latest News!
logo q o .jpg

Add Your Slogan Text Here












Química Orgânica
.

tubo de ensaio.jpgA química orgânica, nada mais é do que o estudo dos compostos do carbono, elemento essencial para a vida.

Jovem no ramo das ciências químicas e provinda de pesquisas acerca dos elementos que compõem a matéria viva, suas metamorfoses e diversas transformações intrigavam os estudiosos.

 

 

Acreditava-se que só era possível sintetizar substancias químicas por meio de organismos vivos, mas logo descobriu-se que era absolutamente viável realizar estas operações em laboratório.

Vale lembrar que apesar de todo composto orgânico terem em sua composição o elemento carbono, nem todos são considerados compostos orgânicos ou de carbono.


No geral, a química orgânica é o ramo da ciência que estuda o comportamento dos compostos do elemento carbono, como o petróleo, bioquímica, medicamentos, plásticos dentre diversos outros.

A grande chave desta complexa vertente química esta na ligação.

 

 

Na verdade, os átomos de carbono não se ligam apenas a outro átomos de carbono(neste caso, formando cadeias muitas vezes enormes). Eles também combinam elementos metálicos e não metálicos, dividindo-se em outras vertentes.

 


    -Síntese Orgânica – Reproduzir e imitar a natureza , criando produtos naturais úteis inclusive para fins acadêmicos.


    -Análise Orgânica – Detectar produtos reais já existentes, alguns deles presentes em quantidades mínimas na natureza.


    -Mecanismos de reações – Relaciona a estrutura com a reação dos compostos. Campo vasto que dá vasão a descoberta de novas sínteses, degradações e reações.

     

    História da Química Orgânica


cientista.jpgO início da química, legitimamente denominada como ciência,  deu-se ainda na Idade Média, quando seu nome ainda era “Alquimia” e quando as substâncias da natureza se dividiam em apenas três grupos distintos: Vegetal, animal e mineral.

 

Os alquimistas tinham como maior objetivo, transformar tudo que era matéria metálica em ouro - anseio que também ganhou nome, a busca pela “pedra filosofal”.

 

Paracelso, médico suíço e alquimista, categorizava “ O homem é um composto químico, cujas doenças são decorrentes das alterações desta estrutura, sendo necessários medicamentos para combater enfermidades”.

 

Este foi o estopim para o uso de remédios no combate às doenças daquele tempo, isto por volta do ano século XVI. Foi apenas no século XVIII que os produtos naturais começaram a ser extraídos da natureza e implantados diretamente na saúde do homem. A fermentação da uva, produtos destilados, etc.



Torben Olof Bergmann dividiu a química em duas partes, ainda no ano de 1777 em :

Química Orgânica – Compostos provindos dos seres vivos.

Química Inorgânica - Compostos de origem Mineral.

 

Assim, o conceito de química orgânica foi edificado sobre a crença de que apenas por intermédios dos seres vivos era viável extrair substâncias orgânicas. Esta teoria denominava-se “Teoria da Força Vital”, feita por Jons Jacob Berzelius, que pregava que o homem não podia criar a força vital em laboratório, que era inerente à celula viva.

 

Fredrich Wohler derrubou a teoria de seu mestre após aquecer cianato de amônio, substância encontrada no sangue e na urina, obtendo a ureia, que é um composto orgânico.

 

Definiu-se a Química Orgânica como a ciência dos compostos químicos em 1858, e hoje sabemos que há um incrível número de compostos orgânicos que aumentam constantemente.

 




Química Orgânica
Cadeia Carbônica
Hidrocarbonetos
Mais
Nomenclatura
Fale Conosco
Mapa do Site






Site desenvolvido por KERDNA Produção Editorial LTDA